Instituição pioneira na redução de lixo Keep America Beautiful completa 60 anos

kabMuito antes do movimento verde ser moda nos Estados Unidos, há exatos 60 anos, um grupo de líderes empresariais e da sociedade civil organizada se reuniu em Nova York no ano de 1953 para discutir uma ideia revolucionária – aglutinar os setores público e privado para desenvolver e promover uma limpeza nacional irrestrita das ruas, parques nacionais, estradas, praias, campos e cidades. A ideia foi uma tentativa de reduzir os efeitos do consumo e da produção de lixo no país, fruto do espetacular crescimento econômico do pós-guerra que durou até os anos 1970. Neste período, os Estados Unidos eram responsáveis por um terço de toda a produção industrial do mundo e como consequência, a inexorável produção de toda sorte de resíduos em todos os cantos do país.

Para tentar conter esta montanha de lixo e seu descarte na natureza, a Keep America Beautiful (KAB)  se baseou nos princípios da redução, prevenção, reciclagem do lixo, e também do embelezamento de lugares abandonados, assim como parques, praças, pichações, etc. Priorizou a educação e combateu o péssimo hábito do descarte de lixo dos motoristas nas rodovias.

Notabilizada pelas suas memoráveis campanhas midiáticas, entre elas a famosa “People Start Pollution, People Can Stop It”, cujo lançamento ocorreu no dia da Terra em 1971 e divulgada até 1980, obtendo uma grande repercussão nacional. A propaganda, cheia de clichês dos anos 70, foi protagonizada pelo ator de westerns “Iron Eyes Cody”, conhecido como “The Crying Indian” – o índio que chora. No vídeo promocional da KAB, Iron Eyes Cody derrama uma lágrima após um saco de lixo ter sido jogado da janela de um carro em alta velocidade e o mesmo estourar junto aos seus pés. A produção educativa através de seu locutor arremata: “As pessoas começam a poluição, as pessoas podem detê-la”, ao mesmo tempo, o vídeo se encarrega de dar um tom melancólico dando um zoom in nos olhos do desiludido velho índio quando uma inadvertida lágrima verte de um único olho.

O ator realizou diversos filmes de Hollywood como um índio legítimo americano, mas foi o vídeo de apenas 50 segundos pela defesa do meio ambiente que o celebrizou. Muito embora homenageado pela comunidade indígena por seu trabalho de divulgação da situação dos índios nativos americanos, em 1992 um familiar revelou que ele era mesmo filho de imigrantes italianos.

Assista ao vídeo:

Keep America Beautiful

http://www.kab.org/

por Alessandro Casagrande

 

Tags: , , ,